You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Escolinha alvirrubra descobrindo talentos

Amar o futebol é uma das características fundamentais para ingressar nesse meio, e uma equipe estruturada passa também por uma base organizada e, assim é a escolinha do Esporte Clube São Luiz que oportuniza crianças e adolescentes a sonhar com um futuro promissor no esporte e também revela talentos como Sander Bortolotto, Fabiano Leismann, Bruna Meggolaro, Laura Kettenhuber, Ricardo Thalheimer entre outros.

Desde 2002, Adílson Reis é coordenador e treinador da escolinha e desde então, foram colocados em prática alguns projetos, passaram-se atletas e participações em competições na cidade, na região, fora do estado e também fora do país. Em 2010 foram feitas seleções de jogadores em Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul a fim de montar uma equipe para participar de um campeonato internacional na Itália.

“Foi uma experiência muito boa participar de um campeonato internacional, pois envolveu equipes dos Estados Unidos, Inglaterra, Japão, enfim, de todos os continentes, então foi um momento muito marcante”, relembra Adílson. A partir desta experiência, surgiu a ideia de levar o sub-15 do São Luiz para a Europa. “Em 2011 participamos de um campeonato na França, no qual fizemos bons jogos, obtemos bons resultados, enfrentamos a seleção de jogadores dos Estados Unidos e Irã e equipes da Inglaterra, então foi uma experiência fantástica para os guris”, conta.

Em 2013 outra equipe sub-15 do São Luiz viajou novamente, mas para a Itália, também realizou bons jogos e enfrentou boas equipes. Então nesse período foram realizadas essas duas viagens com a escolinha do São Luiz, uma para a Itália e outra para França, portanto Adílson teve a oportunidade de participar quatro vezes dessas competições, duas como treinador de outras equipes e duas como coordenador do sub-15 alvirrubro.

Durante a sua trajetória frente à escolinha do São Luiz, Adílson trabalhou com jogadores que foram revelados no juvenil do Rubro e que se destacam no futebol brasileiro e internacional. “Trabalhamos com o Sander que está no Sport Club do Recife, passou conosco no juvenil, jogador guerreiro e trabalhador que buscou seu espaço no futebol, jogou no Criciúma, Chapecoense e por duas temporadas foi capitão do Sport”, comenta Adílson.

Além de Sander, Fabiano Leismann atualmente jogando em Portugal também passou pelo juvenil alvirrubro, é ex-jogador do Internacional e foi campeão brasileiro pelo Cruzeiro e Palmeiras. Ricardo Thalheimer- jogador do CRB de Alagoas, entre outros, os mais antigos como Fabiano Veiga, William Nicoletti e Rodrigo Bronzatti que atua no futebol mexicano.

“Para nós é gratificante ter vivido esses momentos no clube, pois vários jogadores saíram e despontaram no futebol gaúcho, futebol do interior, e isso é importante para quem trabalha à frente da base e ver que um pouco do nosso trabalho foi aprendido pelos atletas e que estão rendendo frutos”, finaliza Adílson.

Assim como a escolinha masculina, o São Luiz também inseriu o futebol feminino em suas atividades através da escolinha feminina. Idealizada em 2010 por Adílson Reis e pelo treinador Rafael Rodrigues, já revelou talentos como a Laura Kettenhuber e a Bruna Meggolaro que atualmente está na Chapecoense.

Rafael Rodrigues é treinador da escolinha masculina desde 2006, e a partir de 2010 assumiu a escolinha feminina a fim de oportunizar a inserção das meninas entre 08 e 16 anos a prática esportiva.

“Um momento marcante na minha trajetória frente à escolinha feminina foi a conquista da Copa Dunga SESC de Futebol 7 para menores, sendo a primeira competição que participamos e ganhamos em apenas três meses de trabalho”, destaca Rafael.

Após essa conquista, a escolinha comandada por Rafael venceu essa mesma competição oito vezes entre 2010 e 2019, totalizando 09 títulos nos últimos 10 anos.

Atualmente atleta do Sport Club do Recife, Sander iniciou a sua carreira na escolinha do São Luiz em 2006, com os professores Adilson, Rafael, Daniel e João, onde realizou seu sonho de criança, ser jogador de futebol.

“Era um trabalho simples sem investimentos, mas de total responsabilidade e dedicação da parte deles, buscando sempre ajudar e me orientar do melhor modo possível para que eu conseguisse dar início a um sonho de criança”, comenta Sander.

O jogador conta que seguiu nas categorias de base do São Luiz a fim de aprender e a evoluir com diversas metodologias. No final de 2010 Sander recebeu sua primeira oportunidade para compor o elenco profissional do São Luiz.

“Hoje relembro de cada momento que vivi em Ijuí e de todos os colegas e amigos que fiz, passando por necessidades, mas tínhamos momentos muito felizes. Sou grato a Deus por me dar a oportunidade de estar trabalhando em um grande clube com uma enorme e apaixonante torcida que me abraçou com carinho que é o Sport”, finaliza Sander.

Além dos atletas que já consolidaram a sua carreira como Sander, a escolinha proporciona a várias crianças e adolescentes a emoção de vestir a camisa do São Luiz, como os irmãos Almeida, Lucas - 11 anos, Davi – 9 anos e Alice – 8 anos, Lucas e Davi frequentam há 3 anos, já Alice ingressou nesta temporada.

De acordo com o pai das crianças, Sidnei Almeida, a integração que a escolinha promove é fundamental a fim de ensinar desde cedo valores como o respeito e a responsabilidade.

“Gostamos muito da escolinha porque promove a integração entre os alunos e também com outras equipes, além disso, os professores demostram conhecimento e dedicação. A prática esportiva é fundamental para a saúde, bem como incentiva novas amizades”, destaca Sidnei.

A escolinha segue com as atividades suspensas devido a pandemia, mas retornará quando possível.

Deste modo, o sonho de se tornar um atleta profissional é possível graças ao trabalho realizado pelo Esporte Clube São Luiz através de profissionais dedicados e incansáveis como Adílson e Rafael.

Pos
Time
J
V
E
D
S
P:7
Patrocínio